segunda-feira, outubro 25, 2010

Adotar é tudo de bom!

Aqui em casa sempre tivemos algum animal de estimação, seja gato ou cachorro (ou os dois). Adoramos os animais e é muito bom ter um bichinho, néaum? Porém, nunca compramos nenhum, sempre foram "dados de presente". Não desmerecendo aquelas pessoas que compraram seu bichinho, principalmente porque aqueles puros e com pedigree nunca são doados. Enfim, o post de hoje irei falar da minha experiência com bichinhos adotados. 


Começo falando de Dexter. Bela noite minha irmã me liga e diz: to levando um gatinho pra casa, tá? Ela tinha saído com os amigos e no lugar onde estavam tinha um gatito muito bonitinho e manhoso. Minha irmã de cara gostou dele e trouxe-o para casa. Na época só tinhamos Fenrir (gato) e Dani (cachorro). Na verdade, Dex era bem feiinho e arrepiado, mas realmente era muito manhoso e de cara se sentiu em casa, dormindo em cima da gente e brincando pela casa. Fenrir detestou o novo morador, ficou com ciúmes e deu uma sumida, ficando uns dois dias sem aparecer. Mas acabou se acostumando. 

Todos que conhecem Dex sabem o quão sem-vergonha e simpático ele é: sobe em cima de qualquer pessoa atrás de carinho e não vai embora sem receber um afago. Ele adora visitas. Quando chegou Dita, gatinha que a amiga da minha mãe nos deu, ele teve um ataque de ciúmes também, mas logo gostou dela e, desde então, são inseparáveis. 



Agora irei falar de Chicó, o novo morador daqui de casa. Chicó é um pinsher que apareceu aqui na porta há uns dois meses. Minha irmã - de novo - botou ele para dentro alegando que estava chorando no portão. Não sei como meus pais deixaram, mas era para ser temporariamente até acharmos um lar adotivo. Entramos em contanto com a APAAB para eles nos ajudarem e, de imediato, eles colocaram a foto no perfil do Orkut. Nós achamos que alguém abandonou o pobre coitado, ele estava de coleira e, mesmo não sendo daqui, quando se soltava na rua, ele sempre voltava. Uma pena que uma pessoa tenha a coragem de fazer isso com um cachorro. 

Em uma semana, mais ou menos, a APAAB achou alguém que queria adotá-lo, mas ficamos com pena de dar: todo mundo aqui em casa já gostava dele. No começo, ele latia muito para todo mundo, era um sacrifício colocar o carro para dentro porque ele não saía de jeito maneira da frente e rosnava para qualquer pessoa que chegasse perto. Estava bastante amendrontado. Depois de algumas semanas, aos poucos, ele se integrou ao seu novo lar, até passou a deixar fazer carinho! Dani, o cachorro oficial, não se importou muito com o novo morador. Os gatos acharam estranho e tinham medo de sair com ele por perto. Hoje, Chicó já é de casa e todo mundo gosta ainda mais dele - e ele adora minha irmã, fica chorando de ciúmes quando ela vai ao quintal dar atenção à Dani. Os dois cachorros vivem em harmonia, nunca os vi rosnar um para outro, ao contrário, Chicó chora quando Dani volta para o quintal. ehehehehe...


Esse da foto acima é Dani, o cachorro oficial. Eu prefiro meus gatos, mas eu também gosto dos cachorros e de todos os animais. Fico com muita pena ao ver tantos bichinhos na rua, sendo maltrados e abandonados por aqueles que deviam amá-los. Uma pena que existam tantas pessoas ruins nesse mundo. 

Quem também tiver uma história, conta que quero ouvir! E se alguém quiser começar a sua, dá uma olhadinha no site da APAAB ou no perfil do Orkut, há tantos animais precisando de um lar.

Adotar é, realmente, tudo de bom!

2 comentários:

Bruno Laranjeira disse...

pois... é uma pena que haja tantas pessoas mas neste mundo os animais é pra amar e nao para abandonar uma vez vi um gato preto a ser abandonado mesmo á minha frente 1 horas depois fui ver o gato outra vez e ele foi atropelado no nariz deixando ele sem ar e eu vi o gato a morrer diante dos meus olhos e fiquei tao triste k até chorei apesar de o gato n ser meu!

enfim...parece que a crueladade animal nao vai acabar neste mundo mas temos de nos esforçar se queremos mesmo acabar com ela!

bruno_laranjeira_1995@hotmail.com

Tereza Freitas disse...

Owwww, amo bichinhos!
DEMAIS!!
Conheço a APAAB, já fiz doaçã de ração, super legal o trabalo.


Super apoio a adoção.
;*